Conecte-se com a gente

Cabreúva

Deputado destina R$ 824 mil em investimentos para Cabreúva

Recursos foram encaminhados para reforma de Centro Cultural, aquisição de equipamentos e ambulância para saúde e obras de infraestrutura

Redação

Publicado

em

O deputado estadual Alexandre Pereira direcionou para Cabreúva R$ 824 mil em investimentos para as áreas de cultura e turismo, saúde e infraestrutura. Do montante, R$ 226 mil foi destinado à reforma do Centro de Cultura e Lazer Silvia Covas; R$ 248 mil para a compra de equipamentos de saúde; indicação de R$ 150 mil para aquisição de ambulância; e R$ 200 mil para infraestrutura.

“Em parceria com a prefeitura, estamos conseguindo levar melhorias importantes para a população de Cabreúva e seguimos trabalhando para mais investimentos no município”, afirma Alexandre.

Em visita à cidade nesta sexta-feira (23), o deputado esteve no Centro de Cultura e Lazer Silvia Covas, que foi totalmente reformado com o recurso de R$ 226 mil, encaminhado em conjunto com o deputado federal Paulinho da Força. No local, Alexandre foi recebido pelo prefeito Antônio Carlos Mangini, pelo vereador Marcelo Defendi, pela vice-prefeita Noemi Bernardes, pela secretária de Cultura Maria Daniela Paulino e pela diretora de Turismo, Thalita Marchiori.

Inaugurado em 2000, o espaço passou por sua primeira reforma, com execução do projeto de acessibilidade para pessoas com deficiência, incluindo espaço para cadeirantes, piso tátil, rampas de acesso e vagas de estacionamento. A segurança foi reforçada com a colocação de portas porta-fogo e câmeras de monitoramento. As melhorias também incluíram pintura do prédio, identificação visual e reforma dos banheiros.

Localizado no populoso bairro de Vilarejo, o Centro Cultural conta com 250 lugares e é utilizado para apresentações culturas e realização de eventos como palestras, cursos e formaturas.

“O Centro Cultural existe há 21 anos e de lá para cá não havia passado por reforma, com a verba encaminhada pelos deputados Alexandre e Paulinho da Força, conseguimos dar uma cara nova para o espaço. Além disso, o deputado Alexandre também viabilizou recursos nas áreas de saúde e infraestrutura, atendendo às demandas que solicitamos”, disse Mangini.

O vereador Marcelo Defendi (Solidariedade) destacou a importância do apoio deputado Alexandre Pereira para a cidade. “Os recursos direcionados pelo deputado Alexandre a Cabreúva tem possibilitado a realização de muitas benfeitorias, que chegam diretamente à população.”  

Continuar Lendo
PUBLICIDADE
Click to comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Cabreúva

Instituto Ohana procura voluntários para o Dia das Crianças

Ação em escola de Cabreúva, ocorre em comemoração ao dia das crianças

Redação

Publicado

em

Por

Foto: Divulgação/Assessoria de Imprensa

No dia 12 de outubro, acontecerá a 2º edição do “Dia da Alegria dos Pequenos Heróis”, em Cabreúva, em comemoração ao dia das crianças. Desta vez, a ação será uma edição exclusiva para alunos de uma escola da cidade.

“O evento é totalmente beneficente e, principalmente, sem fins lucrativos. Como ele não gera arrecadação para nossa entidade, é necessário que haja disposição de voluntários par auxiliar no decorrer da ação”, disse Larissa Mota, presidente do Instituto, ao O Dia Jundiaí.

Segundo a diretoria do Instituto Ohana, entidade responsável pela organização do evento, a comemoração devera atenderá cerca de 300 crianças. O evento contará com diversas guloseimas e brincadeiras, entretendo as crianças por toda a tarde.

Para ser voluntário clique no link:
http://bit.ly/DiaDasCriancasOhana

Para mais informações sobre o evento ou sobre o Instituto, entre em contato pelos seguintes meios:
Instagram: @ps.ohana
Facebook: OHANA
WhatsApp: +55 (11) 9 7480-7359

Continuar Lendo

Cabreúva

Crown Embalagens oferece projeto Primeiras Notas em Cabreúva, um curso gratuito de iniciação musical em flauta-doce para crianças

Redação

Publicado

em

Por

A cidade de Cabreúva está recebendo, desde o início do mês de agosto, as oficinas de música do projeto Primeiras Notas, que trabalhará a musicalização de crianças de 7 a 14 anos na cidade. O curso, que tem duração de um ano letivo, será ministrado todas as quintas-feiras no Instituto Musical Jacaré, na Escola Municipal Benedito Mesquita da Silveira Maestro e na Escola Municipal Anizio da Silveira, e contará com a participação de 80 alunos, divididos em quatro turmas.

O projeto busca trabalhar a musicalização de crianças e adolescentes, despertando no público infantil o interesse por esta manifestação cultural, e também tem como objetivo levar até as comunidades o acesso livre e gratuito a esse bem cultural, proporcionando uma alternativa de lazer educativo.

Realizado pelo Governo do Estado de São Paulo com produção da Sexteto, o projeto conta com o apoio da Prefeitura Municipal de Cabreúva e o patrocínio da Crown Embalagens por meio do Programa de Ação Cultural (ProAC) do Estado de São Paulo.

Cada aluno recebeu como material de apoio uma apostila com os estudos aplicados em sala de aula e exercícios para serem praticados fora das aulas. O aluno também recebeu uma flauta-doce para uso em aula, que ficará com o jovem para estudos em casa e até mesmo para praticar após o término do projeto e um CD com playback para auxiliar nos ensaios. Ao final do projeto, os alunos também realizarão uma apresentação aberta à comunidade.

Serviço – As oficinas do projeto Primeiras Notas acontecem às quintas-feiras, às 8h30 e 13h30 no Instituto Musical Jacaré (Rua Luiz Nunes, 36); às 10h na Escola Municipal Benedito Mesquita da Silveira Maestro (Av. Vereador José Donato, 1451) e às 15h20 na Escola Municipal Anizio da Silveira (Rua Ademir dos Santos), em Cabreúva. As oficinas têm duração de um ano letivo e são gratuitas, não sendo necessário pagamento de taxas nem materiais.

 

Continuar Lendo

Cabreúva

Confecção de Cabreúva que tentou ‘vender’ bolivianos é condenada

Redação

Publicado

em

Por

Caso ocorreu em 2014, mas decisão foi proferida na semana passada; dono de confecção foi acusado de tentar ‘vender’ três adolescentes em feira livre em SP

A Justiça do Trabalho de Jundiaí, interior de São Paulo, obrigou ao cumprimento das leis trabalhistas uma confecção de Cabreúva, suspeita de submeter trabalhadores bolivianos à condição análoga à escravidão. O dono da empresa foi acusado de ter posto à venda três adolescentes bolivianos numa feira livre do Brás, em São Paulo, em 2014.

A liminar, dada na última quinta-feira, em ação movida pelo Ministério Público do Trabalho (MPT), obriga a oficina a contratar formalmente os trabalhadores estrangeiros e a se abster de aliciar mão de obra, sob pena de multa de R$ 50 mil por trabalhador lesado em seus direitos.

A Justiça proibiu a empresa de manter mais de uma família de empregados na mesma casa e obrigou a garantir as condições de higiene, além de prover cuidados básicos à saúde e de proteção do trabalho.

A decisão foi dada em ação que pede a condenação da empresa ao pagamento de indenização de R$ 3 milhões aos jovens bolivianos postos à venda. O mérito do processo ainda será julgado.

Em 2014, a Polícia Militar resgatou três bolivianos com idades entre 16 e 17 anos que estariam “à venda” numa feira. O homem que levava os rapazes fugiu, mas foi identificado e detido em Cabreúva. Segundo a denúncia do MPT, ele tinha aliciado os bolivianos com promessa de salário de US$ 500 cada por mês, mas ao chegar ao Brasil, eles descobriram que teriam de pagar as passagens e outras despesas, inclusive alimentação. Ao se negarem a continuar trabalhando, o dono da oficina teria decidido vendê-los a outros empresários na feira do Brás para se ressarcir do suposto prejuízo.
A fiscalização flagrou mais 14 estrangeiros trabalhando em condições degradantes na oficina. A empresa tinha contrato de exclusividade com uma lavanderia da capital, a qual foi incluída pelo MPT no polo passivo da ação e responderá de forma solidária por eventual descumprimento da liminar. O dono da confecção se mudou de Cabreúva e não foi localizado. A lavanderia da capital informou que a ação não teve julgamento final e que não se manifestaria sobre o assunto.

Continuar Lendo

+ Lidas do Mês