18/11/2018 | 10:27
BrasilTransportes

Nova greve dos caminhoneiros começa um dia após as eleições

218leituras

Está previsto que uma nova greve dos caminhoneiros comece hoje, 29 de outubro, um dia após a eleição de Jair Bolsonaro (PSL) como novo presidente do país.

A greve dos caminhoneiros, que deve começar em Goiás, tem o objetivo de protestar contra o descumprimento da tabela do piso mínimo do frete.

Os caminhoneiros estão cobrando as transportadoras que estão pagando um valor abaixo do que seria o combinado inicialmente.

Além disso, pretendem denunciar o boicote sofrido pelos motoristas que não aceitam o valor ofertado pelas empregadoras.

Ainda segundo os manifestantes, falta uma posição mais firme da Agência Nacional de Transportes Terrestre (ANTT).

A paralisação feita em maio deste ano causou enorme prejuízo para economia nacional.

Entre os setores mais afetados na ocasião, a área de transporte teve uma queda de 1,4% no segundo semestre.

Enquanto as exportações sofreram uma retração de 5,5% no período.
Outro dado afetado foi o PIB.

Segundo o Ministério da Fazenda é esperado a queda de 1,2% no PIB de 2018 em decorrência da greve.

Para evitar que isso se repita, o governo busca formas de negociar com os profissionais antes que o caso se agrave.

A tabela do preço do frete foi feita às pressas para encerrar a paralisação realizada em maio e, de acordo com os caminhoneiros, vem sendo descumprida.

Além do estado de Goiás, espera-se que Santa Catarina possa ser outro estado afetado com greve dos caminhoneiros neste momento inicial.

Leave a Response