Conecte-se com a gente

Jundiaí

Sesc Jundiaí promove ciclo de conversas on-line sobre produção cultural nos meses de novembro e dezembro

‘Para começo de conversa’ traz conteúdos teóricos e práticos, mostrando como é possível suprir parte da falta de recursos financeiros com rede de apoio e organização

Redação

Publicado

em

Pensada especialmente para jovens artistas e agentes culturais das chamadas “periferias” da cidade, o Sesc Jundiaí realiza, de 18 de novembro a 9 de dezembro, a oficina ‘Para começo de conversa – Ideias sobre produção cultural’, um ciclo de conversas com o objetivo de fomentar redes e contatos, compartilhar ideias, experiências e modos de fazer em produção e promoção cultural e artística.

Ao longo de quatro encontros virtuais, toda quinta-feira, das 19h às 21h, pela plataforma Zoom, os participantes serão convidados a pensar sobre estratégias de organização, apresentação e promoção do próprio trabalho. A atividade foi desenvolvida em parceria com a iniciativa Espalha e Tomada Cultural (Jundiaí, SP) e com o projeto Margem Cultural (Campinas, SP).

As inscrições prévias e gratuitas acontecem pela internet através do site inscricoes.sescsp.org.br, com vagas limitadas.

Sobre a oficina

Ministrada pela produtora cultural Katia Manfredi e com participação de Heloísa Oliveira e Adalberto Fernando de Lima Souza, a oficina irá falar — nos dias 18 e 25 de novembro — sobre produção cultural subversiva, abordando os principais pontos de observação na criação e escrita de um projeto, o conceito de hegemonia cultural e as possibilidades de subversão dessa lógica.

Já nos dias 2 e 9 de dezembro, ministrada pelo músico e produtor cultural Hellio Zulu, o foco será em produção cultural periférica, trazendo um conteúdo prático de vivências em produções com poucos recursos. Os participantes discutirão as potencialidades dos projetos em pauta, além de fazerem uma breve análise de ideias, com dicas gerais para a organização de coletivos culturais.

Sobre os ministradores

Katia Manfredi é formada em administração de empresas e atuação, participou de dezenas de montagens teatrais, atuando e produzindo. Desde a sua fundação, em 2012, é produtora do Ponto de Cultura Coisarada e em 2015 abre a Tomada Cultural Produções, que assessora e produz projetos e artistas nas linguagens de teatro, música, audiovisual, artes visuais, dança, performance, fotografia e literatura, além de desenvolver e realizar projetos próprios como feiras, festivais, exposições e outras iniciativas culturais. É produtora do Festival Delas – Mulheres na Arte, que reúne apresentações em diversas linguagens, todas protagonizadas por mulheres.

Hellio Zulu é fundador e diretor do “Margem Cultural”, tem na conta uma caminhada com mais de dez anos na música instrumental, atuando em bandas sinfônicas e orquestras do interior paulista. É também estudante de música na Unicamp, músico titular na “Orquestra Jazz Sinfônica de Valinhos”, professor de música no “Instituto Anelo” e já fez parte de grandes produções, como, Rock in Rio 2019 e, recentemente, atuou como produtor executivo nos bastidores do baile da “Ceia”, autodidata no ramo da produção cultural atua através do “Margem Cultural”, instituição que fundou em 2020 com a missão de promover difundir e multiplicar a arte e cultura periférica através da busca pela equidade na estrutura das produções e monetização das atividades e capacitação dos(as) artistas periféricos através de fomentos culturais voltados para as minorias.

Sobre os convidados

Heloísa Oliveira é produtora cultural, com formação em administração pública pela EAESP-FGV (2002) e pedagogia pela UNIVESP (2021), especialização em Administração Pública da Cultura pela UFRGS (2017). Trabalhou no Banco de Eventos, e fundou a Mecenaria Produção Cultural (2007), produzindo diversos projetos e eventos desde então. Foi Diretora dos Teatros da Secretaria de Cultura de Jundiaí (2015-2017). Ministrou oficinas de produção cultural e de elaboração de projetos culturais.

Adalberto Fernando de Lima Souza é natural de Juiz de Fora, MG, e formado em logística. Há 14 anos trabalha na cena do rap underground com artistas da região de Jundiaí, além de produtor e manager do selo musical SOUNDFOODGANG. Atua na produção cultural da cidade através da produção de eventos do selo nas casas de shows e é o idealizador e apresentador do programa BOUNCE, que acontece aos sábados na rádio Difusora AM 810, trazendo um pouco da cena rap atual e abrindo espaço para os artistas da região divulgarem seus trabalhos.

Continuar Lendo
PUBLICIDADE
Click to comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Geral

Trabalhos em prol da ATEAL no Espaço Maxi Comunidade

Redação

Publicado

em

Por

O Espaço Maxi Comunidade, especialmente idealizado para expor e comercializar trabalhos de instituições de Jundiaí, conta, até o dia 30 de abril, com a exposição e venda de artesanatos em prol da ATEAL – Associação Terapêutica de Estimulação Auditiva e Linguagem.

No local estão expostos trabalhos como: mandalas, velas, crochê de fio de cobre, amigurumis, bordados e costura criativa, com preços a partir de R$ 10,00. Uma excelente oportunidade para quem procura artigos diferenciados.

Fundada na cidade de Jundiaí, em 1982, pela fonoaudióloga Mariza Cavenaghi Argentino Pomilio, por pais de pacientes, e por colaboradores, a ATEAL é uma associação civil, assistencial e de pesquisa, sem fins econômicos, que conta com a atuação de uma diretoria voluntária.

Realiza exames em maternidades para detecção precoce da deficiência auditiva, possui um Centro Audiológico para realização de exames da audição, atua na indicação e adaptação de aparelho auditivo, na ativação e reabilitação de implantados cocleares e participa de programas de saúde ocupacional em empresas para o diagnóstico e conservação da audição.

A ATEAL é referência no atendimento para o diagnóstico e reabilitação de deficientes auditivos e pessoas com distúrbios de fala para uma inclusão familiar, social, educacional e profissional, atua no fomento à construção de políticas públicas, baseada em evidência social, técnica e científica.

Serviço: O Espaço Maxi Comunidade está localizado no Piso 2 (G3 Leste) do Maxi Shopping Jundiaí.

Continuar Lendo

Jundiaí

Polícia Federal prende 2 pessoas com conteúdo pornográfico infantil em Jundiaí

Redação

Publicado

em

Por

Na mais recente fase da Operação Escudo da Inocência, a Polícia Federal efetuou a detenção de duas pessoas em Jundiaí e Campinas.

O foco da investigação é o combate aos delitos de armazenamento e disseminação de materiais relacionados ao abuso sexual de crianças e adolescentes.

Durante a execução dos mandados de busca e apreensão nas duas localidades, os agentes federais descobriram indícios de compartilhamento de arquivos envolvendo crimes de natureza sexual em laptops.

Um indivíduo de 55 anos, solteiro, foi detido em flagrante em Campinas, enquanto outro, de 45 anos, casado, foi capturado em Jundiaí.

Ambos utilizavam o mesmo software para compartilhamento de conteúdo pornográfico infantil na internet.

Os dispositivos apreendidos serão submetidos à análise pericial, visando detectar possíveis outros crimes e identificar outros envolvidos.

Os detidos enfrentarão acusações de posse e compartilhamento de arquivos contendo material pornográfico infantojuvenil, cuja pena mínima é de quatro anos de reclusão e pode chegar a até 10 anos, quando somadas as penas.

Continuar Lendo

Jundiaí

Circuito Eco Ambiental promove corrida e caminhada neste domingo (24) no Parque da Cidade

Evento acontece das 7h às 12h; ação também terá serviços de saúde gratuitos e aulas abertas de alongamento, ginástica localizada e ritmos variados

Redação

Publicado

em

Por

Mais de 2,2 mil pessoas vão invadir o Parque da Cidade, em Jundiaí (SP), no próximo domingo (24) durante a realização das corridas de 5k e 10k e caminhada 5k do projeto Circuito Eco Ambiental III.

Além das práticas esportivas, o evento – que acontece das 7h às 12h – terá serviços de saúde gratuitos como de aferição de pressão, sessões de quick massage (massagem rápida), além de avaliações física e nutricional.

Realizada pelo Instituto Eco Ambiental e Social, com patrocínio da Crown, a ação inclui ainda a realização de aulas abertas de alongamento, ginástica localizada e ritmos variados, tudo sob o comando de professores especializados.

A participação no Circuito é totalmente gratuita e aberta à população. As inscrições já estão encerradas, mas mesmo quem não conseguiu garantir a vaga pode participar das atividades.
Kit
Os inscritos nas corridas de 5k e 10k receberão um kit com camiseta, número de peito, chip de cronometragem, gym bag, boné ou viseira, medalha e barra de cereal. Já os inscritos na caminhada receberão kit com medalha, camiseta, gymbag, boné ou viseira e uma barra de cereal.

A retirada dos kits será realizada na véspera do evento (sábado, dia 23 de setembro), das 13h às 18h, na Praça Pôr do Sol, dentro do Parque da Cidade, mesmo local onde a corrida será realizada no dia seguinte. É preciso apresentar um documento de identidade original ou documento com foto.

Apenas os participantes que tiverem as inscrições confirmadas terão direito à retirada dos kits.

Circuito Eco Ambiental III

O projeto foi aprovado pela Lei de Incentivo ao Esporte (Lei nº 11.438/2006), por meio da Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania, do Governo Federal, com realização, organização e promoção do Instituto Eco Ambiental e Social (IEAS), patrocínio da Crow e apoio da Roca, DAE Jundiaí e Prefeitura Municipal de Jundiaí.

“Nosso objetivo é incentivar a prática do esporte e de atividades saudáveis que proporcionem mais qualidade de vida. As pessoas estão cada vez mais estressadas, vivendo em velocidades insanas em seu dia a dia. Chegamos a Jundiaí com o objetivo de alertar a população local para cuidados com a saúde”, afirma Patricia Henrique, presidente do Instituto Eco Ambiental e Social.

Continuar Lendo

+ Lidas do Mês