Conecte-se com a gente

Saúde

Veja as possíveis causas de uma gengiva inflamada e como tratar

Redação

Publicado

em

Sabemos que a gengivite é a inflamação do tecido gengival e geralmente é uma resposta ao acúmulo excessivo de placa bacteriana na cavidade bucal. Porém, a doença é multifatorial, ou seja, ela pode depender de outras patologias para ocorrer e, se somada a outros fatores, pode acabar desencadeando doenças como diabetes, leucemia, síndromes e má nutrição. Além disso, para as mulheres, é importante o alerta a esses sinais, principalmente no período de gravidez, onde o aumento hormonal é um fator de predisposição para o aparecimento da doença. Conversamos com a dentista Luciana Garcia que explica como se prevenir e como tratar a gengivite de forma correta.

Quais sintomas, além do sangramento, indicam um quadro de gengivite?

O ideal para não se contrair a gengivite é sempre prevenir com idas periódicas ao dentista e ser instruído pelo profissional quanto à higiene bucal ideal. Porém, se o paciente já apresentar os sinais de inflamação, que incluem vermelhidão, inchaço, sangramento, mau odor e dor, ele deve procurar imediatamente um dentista. “Ao analisar esses sinais, junto com o grande depósito de placa bacteriana, o profissional irá diagnosticar e orientar o paciente quanto ao melhor tratamento do quadro apresentado”, comenta Luciana.

Como prevenir?

A prevenção do quadro de gengivite está diretamente associada aos hábitos de higiene bucal do paciente. Vale ressaltar que o uso de fio dental deve ser indispensável no momento da limpeza. A dentista completa: “Se o paciente utilizar a escova de maneira correta, ele apenas com uma boa higiene consegue remover os depósitos bacterianos que futuramente iriam permitir a inflamação gengival”, comenta.

Qual o tratamento indicado para casos de gengivite?

O tratamento indicado nessa situação é a remoção do acúmulo dos depósitos de placa bacteriana da superfície dentária. “O procedimento geralmente aplicado nesses casos é chamado de raspagem e profilaxia”, informa Luciana. A partir desses procedimentos, que se consistem em uma limpeza mais profunda do que a feita em casa, o dentista também conseguirá remover áreas que podem está facilitando a acumulação da placa bacteriana como restaurações com excesso ou próteses mal adaptadas. É recomendado que mesmo que o paciente não possua nenhuma doença relacionada à sua gengiva, a limpeza seja feita de seis em seis meses por um profissional de odontologia para a manutenção da higiene bucal.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Luciana Garcia – Ortodontista
Brasília – DF
CRO-DF 9267

Formada em odontologia desde 2004 pela Unimar (Universidade de Marília) e especializada em ortodontia.

Saúde

Dia Mundial de Conscientização sobre Linfomas

Os linfomas podem ocorrer em qualquer idade, porém envelhecer ainda é um forte fator de risco para o linfoma em geral

Redação

Publicado

em

Por

Os linfomas são neoplasias que se originam no sistema linfático, que desempenha papel fundamental no funcionamento do sistema imunológico. O sistema linfático inclui os gânglios linfáticos, baço, o Timo e a medula óssea. O linfoma pode afetar todas essas áreas, bem como outros órgãos do corpo.

Com o envelhecimento da população mundial, é muito importante que seja abordada a relação entre os linfomas e o grupo dos 60 anos ou mais. Segundo dados do INCA (Instituto Nacional do Câncer), o número estimado de casos novos de linfoma não Hodgkin (LNH) para o Brasil, para cada ano do triênio de 2023 a 2025, é de 12.040 casos, o que corresponde a um risco estimado de 5,57 por 100 mil habitantes, sendo 6.420 casos em homens e 5.620 casos em mulheres. Esses valores correspondem a um risco estimado de 6,08 casos novos a cada 100 mil homens e 5,08 a cada 100 mil mulheres.

De acordo com Associação Brasileira de Linfoma e Leucemia – Abrale, nos últimos 25 anos, o número de novos casos de linfoma não-Hodgkin duplicou, em especial em pessoas acima dos 60 anos de idade. O dia 15 de setembro foi instituído como Dia Mundial de Conscientização sobre Linfomas para maior esclarecimento à população sobre a doença.

A incidência de linfomas tende a aumentar com a idade, portanto é essencial que seja feito um diagnóstico precoce e a conscientização para um envelhecimento saudável. “Estima-se que, até 2050, a população idosa do Brasil salte de 31 milhões de pessoas atualmente para 60 milhões, o que representará quase 30% da população do Brasil e precisamos garantir que elas tenham uma ótima qualidade de vida, isso inclui a conscientização sobre os linfomas, já que um diagnóstico precoce pode levar a um tratamento eficaz e a uma maior expectativa de vida”, afirma Dra. Morgani Rodrigues, médica hematologista e cofundadora do canal Longidade.

Existem dois tipos de Linfoma: linfoma de Hodgkin (LH) e linfoma não-Hodgkin (LNH). O LH é caracterizado pela presença de células grandes e facilmente identificáveis no linfonodo acometido, conhecidas como células de Reed-Sternberg. É uma doença adquirida, e não hereditária. Compreende cerca de 20% dos casos da doença e pode ocorrer em qualquer idade, no entanto, é mais comum aparecer entre os jovens de 25 a 30 anos.

Já o LNH não tem um tipo celular característico. Trata-se de um grupo complexo de tipos diferentes da doença. Após o diagnóstico, ele é classificado de acordo com o tipo de linfoma e o estágio em que se encontra. Ele pode surgir em diferentes partes do corpo e representa 80% dos casos de linfoma, pode ocorrer em qualquer idade sendo mais comum em pessoas acima dos 60 anos.

“É importante estar atendo aos sinais e possíveis sintomas para que o diagnóstico seja feito o quanto antes. Alguns deles são: inchaço dos gânglios linfáticos, principalmente na região da virilha, pescoço e axila, fadiga inexplicável, perda de peso sem intenção, febre persistente, coceira na pele, falta de ar”, explica Dra. Morgani.

A especialista ainda reforça que consultas médicas regulares e exames de rotina são fundamentais para identificar problemas de saúde de uma forma geral, incluindo linfomas em estágios iniciais. O tratamento mais comum é a quimioterapia, podendo ser complementado, em alguns casos, com a radioterapia.

“Adotar um estilo de vida saudável com uma dieta equilibrada, com maior consumo de alimentos naturais ao invés dos ultraprocessados, exercícios regulares e evitar o tabagismo e o consumo excessivo de álcool pode reduzir o risco de desenvolver linfomas e outras doenças relacionadas à idade”, conclui a médica.

Continuar Lendo

Jundiaí

Jundiaí tem nove casos suspeitos de febre maculosa

Duas pessoas estiveram em evento na cidade de Campinas

Redação

Publicado

em

Por

A Unidade de Gestão de Promoção da Saúde de Jundiaí informou na sexta-feira (16/06) que a cidade registra nove notificações de casos suspeitos para a febre maculosa. O município, até o momento, está sem internações por conta da doença. Das notificações registradas, duas são de pessoas que estiveram em evento em Campinas na área de provável infecção.

Profissionais da Unidade de Gestão de Promoção da Saúde destacam que que a febre maculosa não é transmitida de pessoa para pessoa, mas por meio da picada do carrapato-estrela, vetor de transmissão da bactéria do gênero Rickettsia. O período de incubação é de 2 a 14 dias.

Entre os sintomas da doença estão: febre e dor no corpo, dor de cabeça ou manchas avermelhadas pelo corpo. É essencial considerar exposições ocorridas nos últimos 15 dias antecedentes ao início de sintomas.

Ao notar os sintomas, a orientação é que a pessoa procure atendimento médico imediatamente e informe ao médico que esteve em áreas verdes, independente de ter identificado carrapato ou picada no corpo.

Continuar Lendo

Jundiaí

Carreta de mamografia chega à Jundiaí para a detecção do câncer de mama com foco em pessoas em vulnerabilidade social

Redação

Publicado

em

Por

Natural One — empresa líder no segmento de sucos naturais no Brasil, sem aditivos e conservantes — se une à ONG Américas Amigas e traz a Jundiaí os atendimentos gratuitos de rastreamento de câncer de mama para a população em situação de vulnerabilidade social neste mês da campanha Outubro Rosa. A cidade integra o calendário da unidade móvel — que até dezembro vai rodar o Estado de São Paulo — a pedido da Natural One, uma vez que a sede da foodtech fica na região, com fábrica na cidade de Jarinu. Dos dias 25 a 29 de outubro, das 7h às 16h, a carreta equipada com mamógrafo digital estará no estacionamento do Tenda Atacado (Av. Prefeito Luis Latorre, 4860) prestando, de forma gratuita, exame clínico, orientações, mamografia e ultrassonografia direcionada, realizadas na própria carreta. A estimativa é atender cerca de 80 pessoas por dia.

A iniciativa é voltada para mulheres — que têm maior probabilidade de desenvolver câncer de mama — e homens, que também podem desenvolver a doença. Para participar da ação, é necessário fazer um cadastro prévio no site da Américas Amigas (Link) e atender aos seguintes critérios:

– Ter mais de 40 anos;

– Não possuir prótese mamária estética.

Serão priorizadas pessoas que:

– Tenham algum histórico de câncer de mama na família em primeiro grau (pais, irmãos, filhos) com diagnóstico da doença antes dos 50 anos de idade ou câncer de mama bilateral ou câncer de ovário em qualquer idade;

– Refiram sentir nódulo ou caroço na mama ou axila em autoexame;

– Estejam inscritas no CadÚnico;

– Tenham recebido ou estejam recebendo Auxílio Emergencial, Auxílio Brasil ou outros auxílios sociais.

Após o atendimento primário prestado pela equipe da Américas Amigas na carreta, se necessário, as pessoas são encaminhadas para hospitais, laboratórios e clínicas especializadas para consulta com mastologista e realização de exames complementares como ressonância e biópsia, tudo custeado pelo projeto.

A iniciativa, que tem como objetivo promover ações diversas em prol da detecção precoce e do diagnóstico de câncer de mama, tipo de câncer que, de acordo com o INCA (Instituto Nacional do Câncer) mais mata as mulheres no Brasil e no mundo, tem o apoio do projeto Natural One Mulheres, voltado aos cuidados para a saúde feminina (público majoritário da foodtech).

SERVIÇO:

Atendimento para detecção do câncer de mama em Jundiaí

Data: 25 a 29/10

Horário: 7h às 16h

Local: Tenda Atacado (Av. Prefeito Luis Latorre, 4860)

Agendamento gratuito em  Link

Continuar Lendo

+ Lidas do Mês