21/01/2019 | 00:24
CidadesFrancisco Morato

Primeiro evento itinerante do Centro de Tradições Nordestinas (CTN) em Morato foi um sucesso

91leituras

Nos dias 21, 22 e 23 de julho, a cidade de Morato se transformou em uma verdadeira extensão do nordeste brasileiro. Isso por conta da instalação na cidade do primeiro evento itinerante do Centro de Tradições Nordestinas (CTN).

Foi a primeira festa nordestina itinerante do Brasil. E o pioneirismo teve como objetivo divulgar a tradição nordestina e possibilitar às pessoas que hoje moram em Morato mas que, há tempos deixaram seus locais de origem, matassem as saudades de suas tradições.

O nordeste possui um grande valor histórico, social, político e, principalmente, cultural para o Brasil. Os costumes, as crenças, os cultos religiosos, as artes, a literatura popular, as danças e os hábitos nordestinos geraram uma das culturas mais belas e ricas do país. A região formada pelos estados do Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do norte, Paraíba, Alagoas, Pernambuco, Sergipe e Bahia se destaca pela garra, alegria e coragem de seu povo.

E o centro de Tradições Nordestinas cumpre essa missão de reunir os sotaques, cores e sabores da região mais “arretada” do Brasil, valorizando e enaltecendo a herança cultural dessa comunidade.

O grande evento, totalmente organizado e executado pelo CTN e sem custos à prefeitura, aconteceu na Praça Pompilho Bessa, em frente ao Centro de Integração da Cidadania de Morato. No local, foi montado um grande palco para a realização dos shows, uma praça de alimentação, barracas de artesanato, praça de drinks e quatro grandes restaurantes trazendo comidas típicas, apresentadas em um rico cardápio regional.

Até um pequeno parque de diversões para a garota se divertir havia no evento. Piscinas de bolinha, tiro ao alvo, pesca de prêmios e muito mais; mas o brinquedo que chamou mais a atenção foi o “jegue mecânico”, uma adaptação do famoso touro mecânico.

Também foram apresentadas diversas atividades culturais, religiosas e educativas, tais como a instalação de um pequeno museu em homenagem ao Padre Cícero, o Padim Ciço, no prédio onde era a antiga prefeitura.

Nesse museu era possível conhecer um pouco da história desse religioso evangelizador e líder espiritual, de Juazeiro do Norte, no Ceará, que se tornou símbolo da cultura religiosa nordestina e uma das personalidades mais biografadas do mundo. Sobre ele, existem mais de duzentos livros publicados. E até hoje, 83 anos depois de sua morte, multidões de romeiros de diversos cantos do país visitam seu túmulo.

No acervo desse museu, que reuniu móveis, utensílios, documentos e cartas do Padim Ciço, havia até o seu título de eleitor, original, conservado até hoje.

A cultura nordestina foi outro destaque da festa. O cordel nordestino estava exposto e à venda em publicações vindas de vários estados do nordeste, e o artesanato esteve presente em várias barracas que ofereciam, entre outras coisas, bolsas de couro, sandálias, coletes, utensílios para casa e decoração, rendas e confecções nordestinas.

Os shows musicais, apresentados por artistas de renome nacional e por artistas de Morato, se somaram para fazer desta uma das maiores festas já realizadas em Francisco Morato.

Entre sexta e domingo, a população moratense se divertiu com as apresentações de forró pé de serra, forró tradicional, sertanejo, repentistas, trovadores e emboladores, além de apresentações de dança das alunas do curso de ginástica estética que representarão Morato nos Jogos Pan-americanos, grupos de dança de alunos dos cursos da Casa de Cultura e a peça teatral Severinismo, apresentado pela Cia. Girandolá, da Associação Cultural Conpoema.

Entre os principais artistas trazidos pelo CTN Itinerante, destacaram-se Fabinho Zabumbão, Trio Amizade, Jefferson Paes, Trio Kabeça Fria, Fernanda Salgado, Renner Bahia e Circuladô de Fulô.

Mas, além dos shows com esses artistas de renome nacional, o que também fez muito sucesso na primeira festa do CTN Itinerante foram as comidas típicas do nordeste brasileiro oferecidas nas várias barracas montadas no espaço do evento.

A praça de alimentação ofereceu o que há de mais tradicional no cardápio da culinária nordestina. Pratos como a buchada de bode, dobradinha, mungunzá, baião de dois, carne de sol, paçoca, cachaça, rapadura, joelho de porco, acarajé e diversos outros fizeram parte das delícias oferecidas ao público.

Isso sem falar nas sobremesas de doces típicos nordestinos como a cocada, canjica e tapioca; e os licores e sucos de frutas típicas nordestinas, tais como graviola, cajá, cajarana e umbu.

A prefeitura de Morato participou do evento disponibilizando à população, gratuitamente, ações sociais com atendimento de manicure, aferição de pressão e destro, orientações sobre a prevenção de Dengue, Zica e Chikungunya, e orientações sobre o SUAS e benefícios sociais.

A deputada federal Renata Abreu (Podemos-SP) e a prefeita de Francisco Morato, Renata Sene, abriram oficialmente a programação do CTN Itinerante em Morato, no dia 21. A deputada falou ao público presente agradecendo a atenção que a prefeita Renata Sene dedicou quando foi apresentado a ela o projeto de fazer a festa do CTN em Morato.

A prefeita Renata Sene, por sua vez, também agradeceu à deputada Renata Abreu pelo empenho para que o evento se realizasse e pelo olhar carinhoso que dedicou à população de Francisco Morato ao realizar o primeiro CTN Itinerante na cidade. “Temos certeza que esta festa vai ficar na história de Morato, tanto pela grandiosidade, quanto pela importância que ela representa à população de Francisco Morato. O CTN Itinerante está de parabéns pela iniciativa”, disse a prefeita.

Segundo a organização do evento, cerca de 15 mil pessoas passaram pelo local do CTN Itinerante durante os três dias da festa.

Leave a Response