Conecte-se com a gente

Trânsito

Golpe do IPVA 2023: Saiba como se proteger

Confira as dicas que a Zapay traz para evitar cair em golpes quando for pagar esse tributo

Redação

Publicado

em

Entra ano e sai ano e todo mês de janeiro vem acompanhado da cobrança de vários impostos, e muitos golpistas aproveitam essa época para praticar fraudes. O golpe do IPVA 2023 é uma fraude que tem sido usada para roubar dinheiro de pessoas que estão tentando pagar o Imposto Sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA). A Zapay, startup de tecnologia focada em facilitar a vida dos proprietários de veículos, traz algumas informações sobre esse golpe para que você saiba como se proteger dele.

Um dos métodos que os golpistas podem usar é enviar boletos falsos para as vítimas afirmando que são para o pagamento do imposto. Esses boletos podem ser enviados por e-mail, correio ou mensagem de texto, e podem parecer legítimos, com logotipos e informações que parecem ser de um órgão oficial. 

O ataque pode começar também com um telefonema ou mensagem de uma pessoa que se faz passar por funcionário do governo ou do DETRAN, avisando o destinatário da mensagem de que está atrasado no pagamento do IPVA 2023, e solicitando fazer o pagamento imediato para evitar complicações. Em seguida, é pedido que a vítima forneça informações pessoais ou financeiras, ou envie dinheiro por transferência bancária ou cartão de crédito. No entanto, ao pagar o boleto falso, as vítimas estarão enviando o dinheiro diretamente para os golpistas.

É importante ficar atento e desconfiar sempre que receber boleto de um remetente desconhecido e se for contatado por alguém afirmando ser um funcionário do governo ou do departamento de trânsito. “Se você suspeitar de qualquer coisa, não envie dinheiro ou forneça informações pessoais e, em vez disso, entre em contato com o departamento de trânsito ou o governo local para verificar a veracidade da solicitação”, orienta Victor Mahon, CBO e sócio da Zapay.

A orientação é nunca fornecer o seu número de cartão de crédito, senha de conta bancária e informações pessoais ou financeiras a alguém que entre em contato com você, a menos que você esteja absolutamente certo de que essa pessoa é legítima.

Algumas mensagens remetem a páginas falsas de sites do governo. Portanto, para ter a garantia de que estará acessando o site oficial, não clique nesses links. Opte sempre por digitar, no próprio navegador da internet, o endereço do site que deseja acessar, e assim terá a garantia de que estará acessando o site oficial.

Vale lembrar que os boletos para pagamento do IPVA são sempre emitidos pelo site da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz) ou Detran. Fica a critério do contribuinte escolher qual a melhor forma para quitar o IPVA, à vista ou parcelado. Os débitos podem ser pagos em agências lotéricas e em bancos tradicionais.

No site ou app da  Zapay também é possível consultar e pagar o IPVA de forma segura, com rapidez, e com opções de parcelamento. A Zapay é credenciada junto à Secretaria Nacional de Trânsito (SENATRAN), pela portaria Nº 750, publicada em 18 de outubro de 2018 no Diário Oficial da União, que autoriza, viabiliza e assegura a sua atuação no parcelamento de débitos veiculares em todo território nacional.

Continuar Lendo
PUBLICIDADE
Click to comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Trânsito

Conscientização: Campanha atrai a atenção dos motoristas

Redação

Publicado

em

Por

Foto: Fotógrafos/PMJ

A Semana Nacional de Trânsito em Jundiaí foi marcada por várias ações, programadas pela Unidade de Gestão de Mobilidade e Transporte (UGMT), que incluíram a entrega de revistas e do laço amarelo e atividades educativas em escolas e empresas, tanto no Parque da Cidade como no Centro. Em 2019, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) definiu como tema “No trânsito, o sentido é a vida”. Órgãos do Sistema Nacional de Trânsito e a comunidade promoveram iniciativas em todo o País para marcar a data.

Na manhã desta quarta-feira (25), a rua Naim Miguel, atrás da igreja Nossa Senhora do Desterro, na região central, foi palco de uma ação de conscientização que atraiu a atenção de quem passava pelo local. Das 9h às 11h, cadeiras de rodas foram colocadas em sete vagas comuns da via. Nelas, estava uma placa com a mensagem “É só um minutinho”.

O intuito foi alertar os condutores de veículos para respeitarem o local destinado aos deficientes físicos com a frase “Parei só por um minutinho”, a desculpa mais usadas pelos motoristas para ocupar incorretamente as vagas especiais, mostrando o desrespeito pelo olhar do outro e assim sensibilizar para respeitar.

“Eu e os agentes de trânsito vimos muitos homens e mulheres em seus carros com expressão de desconfiança, ao olharem para as cadeiras de rodas com as placas. Eles não gostaram muito de não poderem estacionar naquele momento”, disse Juliana Maia, responsável pela Educação de Trânsito da UGMT. “Em contrapartida, recebemos várias manifestações de apoio à ação”, emenda.

O gestor da UGMT, Silvestre Ribeiro, destacou a importância de iniciativas como a ação no Centro de Jundiaí, que possuem caráter educativo. “Quem para seu carro numa vaga reservada a deficientes ou idosos também está sujeito a receber multa de R$ 293,47. A infração é considerada gravíssima, com perda de sete pontos na carteira de habilitação”, lembra Silvestre.

Cultural
Uma das motoristas que estacionou em frente às vagas com as cadeiras de rodas foi a dona de casa Miriam Gomes Xavier. Ela elogiou a campanha inclusa na Semana Nacional de Trânsito. “É importante conscientizar as pessoas sobre o uso correto das vagas dos deficientes. Muita gente desrespeita a lei e isso é cultural no Brasil. Já fui para países da Europa e vi que quando o pedestre pisa na rua os motoristas param para ele atravessar”, completa.

Continuar Lendo

+ Lidas do Mês